O Restaurante

A arte culinária de Ana Raimunda Silva Santos, Donana, virou ganha pão em 1988 quando a então auxiliar de enfermagem da Maternidade de Brotas abriu um armarinho no Centro Comercial dos Comerciários para complementar a renda de casa.

O negócio não foi tão bem e, para sustentar o ponto, ela passou a vender uns docinhos. A partir daí a coisa mudou, as contas passaram a fechar no final do mês e o armarinho virou restaurante.

Os clientes foram chegando, o boca a boca espalhou a notícia no bairro e para a fama alcançar toda a cidade foi um pulo. Hoje, se não chegar cedo, pega fila na porta. Principalmente nas sextas e sábados.

Mesmo depois de 21 anos, com o restaurante sendo sucesso na cidade, os hábitos ainda são os mesmos: Dona Ana Raimunda comanda a cozinha ao lado de Adriana, sua filha, e Lúcia, escolhe pessoalmente os ingredientes, ajeita a decoração e supervisiona o atendimento.

O Restaurante Donana não é um lugar para happy hour ou ponto de paquera. Lá o freguês encontra a legítima culinária baiana com um tempero todo especial.

O mais antigo, situado no platô de Brotas, uma das áreas mais altas da cidade, recebe a brisa que vem do Vale do Iguatemi tornando-se um lugar bastante agradável.

Agora temos também Donana em Lauro de Freitas. Essa baiana vai longe e logo vira patrimônio da cidade.